Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 27: Capítulo XXVI

Página 271
De Dain Waris, o seu povo dizia com orgulho que ele sabia lutar como um branco. Era verdade; ele tinha esse género de coragem - a coragem de lutar em campo aberto - e também um espírito europeu. Encontram-se por vezes malaios assim e fica-se surpreendido ao descobrir inesperadamente uma maneira de pensar que nos é familiar, uma visão clara, uma firmeza de propósitos, um certo grau de altruísmo. De pequena estatura, mas admiravelmente bem proporcionado, Dain Waris tinha um porte orgulhoso, era elegante e afável nas atitudes e o seu temperamento assemelhava-se a uma chama clara. O rosto escuro, de grandes olhos negros, era expressivo na acção, pensativo no repouso. Era silencioso por natureza, mas a firmeza do olhar, a ironia do sorriso, a ponderação cortês das suas maneiras, pareciam sugerir grandes reservas de inteligência e de força. Tais seres abrem os olhos dos Ocidentais, tantas vezes preocupados apenas com superficialidades para as secretas possibilidades de raças e países sobre os quais paira o mistério de idades perdidas nos tempos. Ele não só confiava em Jim, como até o compreendia, estou certo. Falo dele porque me cativou. A sua placidez cáustica - se me é lícito dizê-lo - e, ao mesmo tempo, a sua simpatia inteligente pelas aspirações de Jim, conquistaram-me. Parecia-me contemplar as próprias raízes da amizade. Jim tomara o comando, mas o outro conquistara o chefe. De facto, Jim, o chefe, era prisioneiro em toda a acepção da palavra. O país, o povo, a amizade, o amor, eram como que os guardiões ciumentos do seu corpo. Cada dia juntava um novo anel à cadeia daquela estranha liberdade. Adquiri esta convicção à medida que, dia após dia, ia tendo conhecimento do desenrolar da história.

«A história! Quantas vezes a ouvir contar! Ouvi-a contar em marcha, no acampamento.

<< Página Anterior

pág. 271 (Capítulo 27)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 271

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site