Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 39: Capítulo XXXVIII

Página 375
Pareciam estar ancorados a meio da corrente. Outras luzes à tona da água moviam-se no rio de uma margem para a outra. Havia também luzes imóveis e cintilantes nas longas paredes das casas, rio acima, até à primeira curva da corrente, e outras ainda mais para além, isoladas no interior da terra. A claridade das grandes fogueiras revelava, a perder de vista, edifícios, telhados, construções negras. Era uma vasta colónia. Os catorze invasores temerários, deitados de borco por detrás das árvores derrubadas, levantavam o queixo para observar a animação daquela cidade que parecia estender-se rio acima por milhas e milhas e que enxameava de homens em cólera. Não falavam uns com os outros. De vez em quando ouviam um grande grito ou um tiro de espingarda disparado algures, muito ao longe. Mas à roda da sua posição tudo estava sossegado, escuro e silencioso. Parecia terem-se esquecido deles, como se a excitação que mantinha acordada toda a colónia não tivesse nada que ver com eles, como se eles estivessem já mortos.»

<< Página Anterior

pág. 375 (Capítulo 39)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 375

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site